Comentário: Um Natal diferente

Silvonei José – Cidade do Vaticano

De novo é Natal. O mundo entra em um frenesi tremendo: todo mundo correndo atrás do presente de última hora, atrás do presente esquecido, atrás do presente desejado. Mas, mais do que compras, presentes, decorações, grandes festas, como nos indicou várias vezes Papa Francisco, este é o momento para pararmos e refletir sobre aquela imensa luz que entrou no mundo e que iluminou para sempre a vida de cada ser humano. Sim, porque naquela noite Santa, Deus se fez homem, entrou no mundo, Deus amor em forma de menino.

Os votos que brotam do profundo do nosso ser são votos de paz.

Brota então o desejo para que se viva o Natal de modo diferente, quem sabe repartindo o pouco que se tem, com quem vive o ano inteiro sem o pouco.

O nosso pensamento escorrega então para as várias partes do mundo onde o Natal, o nascimento do Menino Jesus, é somente uma data num calendário vindo de fora; onde o nascimento do Menino que mudou nossa história é somente uma bela história de fim de ano para se contar às crianças.

“ Nosso pensamento vai para aquelas partes da terra onde inteiros povos não poderão saborear a alegria de uma noite inesquecível por causa da guerra. ”

O nosso pensamento vai para as tantas famílias que foram obrigadas a deixar suas casas por causa da fome, da perseguição, da violência. Essas mesmas famílias que talvez não poderão viver a Noite Santa em família, viver o dom maior que Deus deu à humanidade; Seu Filho.

No frio da noite no hemisfério norte estará presente também, talvez, a lágrima de dor de um pai e de uma mãe que não poderão, nesta ocasião, oferecer aos seus filhos o brinquedo tão desejado e esperado, pois o essencial neste momento é manterem-se vivos, esperando num futuro melhor.

“ Nosso pensamento vai aos migrantes e refugiados. Há tantas lágrimas neste Natal que se unem às primeiras lágrimas do “Menino de Belém”, também ele um migrante e um refugiado. ”

O nosso pensamento vai aos cristãos que não poderão viver a alegria que brota do Natal, viver esse momento em família, na sua igreja, na sua comunidade por causa das perseguições, das violências contra os seguidores de Cristo.

Os votos que brotam do profundo do nosso ser são votos de paz, paz para aqueles que sofrem seja por questões religiosas, seja por causa da ambição econômica de poucos em detrimento de muitos. Paz para quem padece as dificuldades sociais, políticas e econômicas, como as que vivemos no Brasil. Paz às nossas crianças e às crianças do mundo inteiro privadas das alegrias da infância por causa da fome, das guerras e do egoísmo dos adultos.

Nós da redação portuguesa do Vatican News queremos nos unir a todos vocês brasileiros, português, africanos, homens e mulheres de boa vontade para juntos construirmos um mundo mais justo e mais humano, na certeza de que o Menino Deus, fonte de alegria, também neste ano irá nascer nos nossos corações.

Feliz e Santo Natal a todos vocês!

Paróquia Bom Jesus dos Migrantes

Leave A Response

* Denotes Required Field