FÉ E NÃO SENSIBILIDADE

Jesus, em Seu imenso amor, se dá vivo na Eucaristia, para gerar vida nova em nós e nos conduzir ao lugar que Ele mesmo nos reservou: o Céu. Para o alcançarmos precisamos ser adoradores em espírito e em verdade, pois um coração adorador jamais volta atrás.


“Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e em verdade; tais são, com efeito, os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito e os seus adoradores devem adorá-lo em espírito e verdade” (João 4,23-24).


O importante não é a nossa sensibilidade diante de Jesus Eucarístico, mas a nossa fé. Na Eucaristia existe um Coração vivo, que bate de amor por nós. O Coração de Cristo é o trono da graça, onde podemos depositar a nossa vida e do qual emana o amor d-Ele por nós, que se compadece dos nossos sofrimentos.


A presença real de Jesus no Sacramento da Eucaristia é cura e libertação para nossas vidas. Muitos já beberam desse amor, que emana da Corpo de Cristo e têm experimentado inúmeros milagres, curas e libertações que acontecem durante a adoração ao Santíssimo Sacramento. Jesus tem se dado a nós – por meio das “ondas Eucarísticas da Rádio, Internet e TV Canção Nova”, que se mantêm no ar vinte e quatro horas levando o amor do Pai às nossas casas –, e Deus tem realizado maravilhas.


Na Eucaristia está realmente presente o Corpo vivo de Jesus ressuscitado. Por isso, aquele poder curador, que curou a todos, hoje emana da hóstia consagrada e continua curando a muitos.


Deus abençoe você!


Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova


(Trecho extraído do livro “Isto é obra do Senhor: Um milagre aos nossos olhos!” de monsenhor Jonas Abib).

Paróquia Bom Jesus dos Migrantes -
Arquidiocese de Brasília Quadra 04
Área Especial nº 02 Sobradinho -DF -
CEP: 73.025 - 040
Fone: (61) 3591 4684